Card image
Competições
Ferrari se diz “decepcionada” por punição contra Vettel

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 21/06/2019
  • Atualizado: 21/06/2019 às 15:50
  • Por: Leonardo Marson

“Infelizes e decepcionados”. Desta forma que Mattia Binotto, chefe da Ferrari, disse que os integrantes time de Maranello estão após a manutenção da punição de cinco segundos contra Sebastian Vettel no Grande Prêmio do Canadá, disputado há duas semanas. A manutenção da penalização saiu nesta sexta-feira (21), após audiência realizada em Paul Ricard, onde acontece o Grande Prêmio da França, com os comissários que trabalharam na prova disputada em Montreal.

Mattia Binotto
Binotto evitará fazer mais comentários sobre o ocorrido no Canadá. (Foto: Getty Images)

O dirigente da Ferrari conversou com jornalistas em Paul Ricard nesta sexta-feira, e evitou fazer muitos comentários sobre a negativa do recurso de revisão apresentado pelo time, mas fez questão de demonstrar seu descontentamento com a manutenção da punição contra Vettel.

“Sem comentar muito sobre a punição, eu acho que não há dúvidas de que todos na Ferrari estão muito infelizes e desapontados. Estamos chateados pela Ferrari, mas também pelos fãs e por nosso esporte, e nós não pretendemos comentar mais nada”, disse Binotto.

LEIA MAIS:
Comissários mantêm punição contra Vettel no Canadá
Mercedes domina, e Bottas lidera TL2 para o GP da França
Hamilton lidera primeiro treino da F1 em Paul Ricard

Pressionado por Lewis Hamilton, Vettel liderava o Grande Prêmio do Canadá até a 48ª volta, quando cometeu um erro e passou pela grama, retornando à pista, de acordo com os comissários, “de forma insegura”. Por este motivo, o alemão teve um acréscimo de cinco segundos ao seu tempo, e acabou perdendo a vitória para o rival da Mercedes.