Card image
MotoGP
Miller vê Ducati da Pramac deficiente em ritmo de corrida

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 08/02/2019
  • Atualizado: 08/02/2019 às 18:30
  • Por: Leonardo Marson

Jack Miller ainda não está satisfeito com o ritmo de corrida da GP19 preparada pela Ducati. O australiano foi o terceiro mais rápido no último dia da primeira bateria de testes da MotoGP, realizado nesta sexta-feira (8) no circuito de Sepang, na Malásia, e vê a moto bem para uma volta rápida, o que não acontece em stints maiores.

LEIA MAIS:
Petrucci comanda último teste da MotoGP na Malásia
Petrucci vê bom desempenho da Ducati em Sepang
Bagnaia celebra segundo lugar em teste: “Estou muito feliz”

Apesar de reclamar da simulação de corrida, Miller considera que o desempenho pode não ter sido o esperado por conta das altas temperaturas na região do autódromo onde os testes aconteceram. O piloto reclamou do desgaste dos pneus durante a atividade desta sexta-feira.

“Nossa velocidade é realmente boa. Estou muito feliz com isso”, iniciou Miller, após o encerramento do dia de testes. “Não estou feliz com as simulações de corrida, mas a temperatura aqui estava realmente alta e eu senti um pouco com os pneus”, seguiu o piloto, que tornou a sofrer uma queda nesta sexta-feira (8).

“É uma pena o acidente. Sou especialmente grato aos caras da minha equipe, que trabalharam muito bem nestes dias”, completou Miller.

A MotoGP realiza entre os dias 23 e 25 de fevereiro uma segunda rodada de testes de pré-temporada, desta vez no circuito de Losail. A pista recebe no dia 10 de março a etapa de abertura do campeonato deste ano, o Grande Prêmio do Catar.

Foto: Getty Images