Card image
MotoGP
KTM confirma Petrucci e anuncia saída de Espargaró

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 25/06/2020
  • Atualizado: 25/06/2020 às 15:02
  • Por: Willian Teixeira

Com Danilo Petrucci e sem Pol Espargaró: assim será a KTM na temporada 2021 da MotoGP. A fabricante austríaca oficializou os quatro pilotos que vão correr com suas motos na principal categoria do mundial de motovelocidade.

KTM
Pit Beirer e Danilo Petrucci. (Foto: KTM)

A equipe de fábrica, a Red Bull KTM Factory Racing, contará com as habilidades do sul-africano Brad Binder e do português Miguel Oliveira, enquanto a Red Bull KTM Tech3 terá no grid Petrucci e o espanhol Iker Lecuona, atualmente na Moto2.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Binder possui contrato com a KTM para este ano, mas a Casa de Mattighofen prorrogou o compromisso com o piloto para a próxima temporada. “Estou entusiasmado por ter mais uma temporada com a equipe, espero começar logo esse ano e disputar minha primeira corrida na MotoGP. É uma honra ter essa oportunidade, e vislumbro um futuro brilhante com a KTM”, destaca o piloto de 24 anos.

LEIA MAIS:

Smith substitui Iannone nas primeiras provas da MotoGP
MotoGP anuncia calendário com 13 etapas em cinco países
MotoGP cancela GP da Itália e não corre em Mugello
Aleix Espargaró renova com Aprilia até 2022

Já Oliveira, que disputa a temporada 2020 na equipe satélite, vai ocupar o lugar que atualmente pertence a Pol Espargaró (especulado como substituto de Alex Marquez na Honda). No comunicado, a marca agradeceu ao piloto espanhol pelos quatro anos em que estiveram juntos e todas as conquistas que obtiveram durante a parceria, mas ressalta que ambos seguirão caminhos diferentes na MotoGP em 2021.

O português não escondeu a alegria ao ser promovido do time satélite para a equipe de fábrica, mas ressalta que ainda precisa se concentrar na atual temporada: “Sinto que confiam em mim, vou poder mostrar meu valor como piloto. Desde o primeiro dia dei o meu melhor para a moto e acreditei em seu potencial para obter bons resultados, e é isso que queremos oferecer em um futuro próximo. Acho que estamos no lugar certo para fazê-lo e para que eu me desenvolva como piloto. É uma ótima oportunidade e me sinto grato por esse grande desafio”, comenta Oliveira.

Aos 29 anos, Petrucci anunciou há algumas semanas que vai deixar a Ducati no fim do ano, já que o time de Borgo Panigale optou por contar com o australiano Jack Miller no seu lugar. E logo após seu pronunciamento, italiano passou a ser especulado na KTM e na Aprilia, e agora foi confirmado na equipe satélite.

Enquanto isso, Lecuona ainda terá o campeonato da Moto2 em 2020 antes de fazer sua estreia na MotoGP. “Agradeço à KTM pela confiança em mim para 2021. A assinatura para a próxima temporada me dá paz suficiente para que eu possa lutar por meu objetivo de ser o novato do ano, sinto que estou em uma ótima família com essa equipe”, completa o espanhol de 20 anos.

Com os anúncios, somente KTM e Suzuki já confirmaram quem estarão com suas motos no próximo ano. Honda, Yamaha e Ducati ainda contam com lugares disponíveis. A abertura da temporada 2020 da MotoGP será em 19 de julho no GP da Espanha, em Jerez.

Comentários