Card image
Competições
Indy chega a Pocono, circuito mais perigoso do ano, para 14ª etapa

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 15/08/2019
  • Atualizado: 15/08/2019 às 17:35
  • Por: Leonardo Marson

A Indy realiza neste final de semana sua 14ª etapa, a Pocono 500, no circuito que pode ser considerado o mais perigoso da temporada, o Pocono Speedway, trioval de duas milhas. A pista, que voltou ao calendário da categoria americana em 2013, foi onde os acidentes de Justin Wilson, morto após a asa traseira de um dos carros atingir sua cabeça, e o de Robert Wickens, que perdeu o movimento das pernas, aconteceram.

Alexander Rossi venceu em Pocono em 2018. (Foto: IndyCar)

Em 2016, Justin Wilson diminuiu a velocidade após um acidente, e acabou atingido por uma peça da asa dianteira de um carro de um concorrente. Pouco mais de 24 horas depois, o inglês foi declarado morto. Dois anos depois, ainda nas voltas iniciais da prova, Robert Wickens decolou violentamente após um toque com Ryan Hunter-Reay, sofrendo múltiplas fraturas e uma lesão na medula que o fez perder os movimentos das pernas.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!

O canadense, que fazia sua temporada de estreia na Indy pela Schmidt Peterson, tem demonstrado muita força e perseverança através das redes sociais, onde tem mostrado sua rotina de exercícios para recuperar os movimentos das pernas. Recentemente, em Toronto, Wickens conduziu o pace car antes da largada da única etapa do campeonato no Canadá.

LEIA MAIS:
McLaren anuncia parceria com SPM e disputa a Indy em 2020
Indy anuncia carros com motor híbrido a partir de 2022
Dixon segura Rosenqvist e vence em Mid-Ohio pela Indy

Pocono esteve no calendário da Indy em dois momentos: entre 1971 e 1989, e desde 2013. Por isso, a maior parte dos recordes na pista são de pilotos dos anos 1970 e 1980. O maior vencedor no trioval de 2,5 milhas é AJ Foyt, com quatro vitórias (1973, 1975, 1979 e 1981). Já a maior quantidade de poles positions foi obtida por Ricky Mears, com quatro largadas da primeira posição (1982, 1984, 1985 e 1988).

O time com o maior número de vitórias é a Penske, que viu seus pilotos vencerem em Pocono por dez vezes, sendo a última delas em 2017, com Will Power. O australiano é também o piloto com o maior número de vitórias no circuito se considerarmos apenas o período de retorno de Pocono ao calendário da Indy, com duas vitórias (2016 e 2017). Na “era moderna”, Scott Dixon, Juan Pablo Montoya, Ryan Hunter-Reay e Alexander Rossi foram os outros vencedores.

Os brasileiros não têm muita tradição em Pocono, sem jamais terem vencido corridas no trioval. Quem passou mais perto de alcançar uma vitória no traçado foi Helio Castroneves, que terminou a corrida na segunda posição em 2014. Um ano depois, o atual piloto da IMSA conquistou sua única pole position no traçado, repetindo o feito de Emerson Fittipaldi em 1989.

A Pocono 500 dá início aos treinos no sábado (17), dia que também contará com a classificação. A 14ª etapa da Indy será disputada no domingo, a partir das 16h, com transmissão do canal de TV por assinatura Bandsports e da plataforma de streaming DAZN.