Card image
Super carros
Banco conta com financiamento especial para híbridos e elétricos

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 02/07/2019
  • Atualizado: 02/07/2019 às 11:22
  • Por: Leonardo Marson

O interesse cada vez maior em carros híbridos ou elétricos produziu uma iniciativa inédita em um dos mais importantes bancos do País. O Itaú Unibanco anunciou na tarde dessa segunda-feira (1) que terá condições especiais para financiamento de veículos com estas características. De acordo com a instituição financeira, a medida visa “alavancar a economia de baixo carbono, fomentando o segmento de veículos elétricos no Brasil”.

Jaguar I-Pace
Jaguar I-Pace foi o primeiro carro a ter condições de financiamento especiais pelo Itaú Unibanco. (Foto: Jaguar)

Os clientes que optarem por adquirir este tipo de modelo terão financiamento com taxas partindo de 0,79% ao mês, variando de acordo com as condições escolhidas pelo cliente. Para veículos movidos a combustão e na mesma faixa de preços dos elétricos e híbridos, a taxa para financiamento parte de 0,89% ao mês.

“A iniciativa tem como foco incentivar o crescimento no mercado de veículos elétricos no Brasil e incorpora uma série de ações na estratégia de negócio do Itaú com objetivo de estimular a transição para uma economia de baixo carbono”, diz Rodnei Bernardino de Souza, diretor do Itaú Unibanco.

“Com isso, buscamos influenciar a cadeia de valor, abrangendo clientes e fornecedores e, com o reforço positivo para uma economia mais limpa e inclusiva, os impactos são percebidos em toda a sociedade”, segue o Souza, que lembra ainda da parceria que o Itaú Unibanco tem com a Jaguar Land Rover para o lançamento do I-Pace, modelo elétrico da marca inglesa.

“Em maio deste ano, evoluímos nossa parceria com a Jaguar Land Rover ao iniciar o movimento de condições especiais para o lançamento do I-Pace, primeiro veículo 100% elétrico da marca. Agora, expandimos para uma gama ainda maior de veículos híbridos e elétricos de diferentes marcas e modelos”, completa o dirigente.

Por minimizarem, no caso dos híbridos, ou zerarem, com relação aos elétricos, a emissão de monóxido de carbono no ar, os veículos deste segmento causam menor impacto à natureza. Estes modelos são livres do rodízio de carros que acontece no centro expandido de São Paulo (SP) e IPVA reduzido ou livre.