Card image
Notícias
Stock Car: Gaetano Di Mauro e Bruno Baptista vencem em meio ao caos no Velopark

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 03/07/2022
  • Atualizado: 03/07/2022 às 15:32
  • Por: Leonardo Marson

Gaetano di Mauro e Bruno Baptista venceram neste domingo (3) as corridas da sexta etapa da temporada 2022 da Stock Car, disputada no Velopark, em Nova Santa Rita (RS), em duas corridas caóticas, com nada menos do que quatro entradas do Safety Car em cada, os dois pilotos capitalizaram ao optarem por trocar pneu e reabastecer no início da janela de paradas nos boxes.

Gaetano di Mauro
Foto: Duda Bairros

A primeira corrida teve Di Mauro no grupo dos líderes, fazendo a parada nos boxes no início da janela obrigatória. Porém, com a sequência de acionamentos de bandeiras amarelas, isso se mostrou decisivo para que o piloto da KTF vencesse a no pequeno circuito de 2.278 metros, triunfando pela primeira vez na categoria nacional.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

A segunda posição ficou com Cesar Ramos, piloto da Ipiranga Racing que terminou pouco mais de três segundos atrás de Di Mauro. Matías Rossi, com um equipamento da A.Mattheis-Vogel, completou o pódio com a terceira colocação, sendo seguido por Daniel Serra, da Eurofarma RC, e Felipe Lapenna, da Hot Car.

LEIA MAIS:

Casagrande e Piquet Jr. vencem provas da primeira rodada no Velopark

A sexta colocação ficou com Bruno Baptista, piloto que defende a RCM, enquanto Rafael Suzuki completou a prova em sétimo com um carro da Full Time. Ricardo Maurício terminou em oitavo com a Eurofarma RC, enquanto Ricardo Zonta, da Shell/RCM, foi o nono. Galid Osman, da Shell/Pole, completou o top-10.

A corrida contou com quatro entradas do Safety Car. Na primeira, Marcos Gomes estacionou o carro logo após a largada com problemas no equipamento da Cavaleiro. Depois, Felipe Massa, que vinha na segunda posição, teve a suspensão quebrada na abertura da décima volta, chamando a bandeira amarela pela segunda vez. Depois, Gabriel Casagrande quebrou, parando na pista. Por fim, Felipe Baptista bateu,

A prova ainda contou com dois incidentes estranhos com os pilotos da Blau Motorsport. Durante a primeira intervenção do Safety Car, Allam Khodair perdeu o controle do carro e acertou com força uma barreira de proteção. Depois, na terceira entrada do Safety Car, Diego Nunes bateu na saída de box, também abandonando a disputa.

A segunda corrida teve vitória de Bruno Baptista, que assim como Di Mauro na primeira prova, parou nos boxes ainda no início, e capitalizou a vitória, não sem antes travar boa batalha com Matías Rossi, a quem passou na penúltima volta em bandeira verde, e suportou ao ataque do argentino no giro final, para vencer pela primeira vez no ano.

Rossi, com um carro da A.Mattheis-Vogel, ficou com a segunda colocação, enquanto Denis Navarro, com um equipamento da Cavaleiro, completou o pódio com a terceira posição. Gaetano di Mauro, vencedor da primeira corrida com a KTF, ficou com a quarta posição, sendo seguido por Galid Osman, com um carro da Shell/Pole.

Guilherme Salas, com um carro da KTF, fechou a prova com a sexta posição, sendo seguido por Felipe Lapenna, sétimo com um equipamento da Hot Car. Rafael Suzuki, da Full Time, fechou a prova em oitavo, enquanto Sergio Jimenez, da Scuderia Chiarelli, e Nelsinho Piquet, da Motul TMG, fecharam a lista dos dez melhores.

Assim como a primeira corrida do dia, a segunda corrida também foi muito tumultuada. O Safety Car entrou logo na primeira volta, após Marcos Gomes ter problemas novamente com o carro da Cavaleiro. Depois, Tony Kanaan e Felipe Baptista bateram, com o baiano tirando satisfação rispidamente com o novato. Depois, Tuca Antoniazi rodou sozinho, chamando mais uma bandeira amarela.

Ainda houve tempo para uma quarta intervenção do Safety Car, após Átila Abreu ficar parado na grama. Além disso, a prova ainda contou com incidentes entre Daniel Serra e Julio Campos, rodadas de Ricardo Maurício, Thiago Camilo e Rubens Barrichello,

A próxima etapa da Stock Car está marcada para o dia 31 de julho, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP).

Comentários