Card image
Notícias
Müller vence primeira corrida da Porsche Cup em Interlagos

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 16/03/2019
  • Atualizado: 16/03/2019 às 10:48
  • Por: Leonardo Marson

Marçal Müller venceu na manhã deste sábado (16) a primeira corrida da etapa de abertura da temporada 2019 da Porsche Cup, disputada no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP). O piloto do Porsche número 544 largou da pole position, segurou a pressão de Werner Neugebauer nas voltas iniciais, e aproveitou a segunda metade da prova para abrir vantagem e triunfar pela primeira vez no ano.

LEIA MAIS:
Marçal Müller fatura pole para abertura da Porsche Cup

A segunda colocação ficou justamente com Neugebauer, campeão do torneio sprint em 2018. O gaúcho buscou seguir Müller, mas em momento algum teve condições de atacar o líder. Vitor Baptista completou o grupo dos três melhores, depois de fazer uma largada ruim, despencando de segundo para quarto, e tomar o terceiro posto no fim da prova.

Miguel Paludo fechou a prova na quarta colocação, depois de ser superado por Vitor Baptista na parte final da corrida, enquanto Ricardo Baptista, que em momento conseguiu acompanhar o ritmo dos ponteiros, fechou a corrida com a quinta colocação na zona sul paulistana.

Eloi Khouri fechou a prova em sexto, logo à frente de Rodrigo Melo, piloto que saiu com a vitória entre os pilotos da classe Cup 4.0. Maurizio Billi completou a prova com a oitava colocação geral, enquanto Pedro Aguiar acabou em nono. Adalberto Baptista completou o grupo dos dez melhores.

Na classe Carrera 3.8, a vitória ficou com Enzo Elias, que ao lado de Murilo Coletta e Matheus Iorio, protagonizou uma ótima disputa pela vitória durante os 30 minutos de prova. Coletta ficou com a segunda posição, enquanto Iorio foi o terceiro. Urubatan Júnior saiu com a vitória entre os pilotos da GT3 3.8.

A segunda corrida da etapa de abertura da temporada 2019 da Porsche Cup acontece ainda neste sábado, a partir das 12h50, e contará com transmissão do canal de TV por assinatura Sportv, dos canais da categoria no Facebook e no YouTube, e no site Grande Prêmio.

Confira como foi a corrida

A prova foi iniciada com Marçal Müller mantendo a primeira colocação, ao passo que Vitor Baptista despencou da segunda para a quarta colocação, sendo ultrapassado por Werner Neugebauer e Miguel Paludo. Ainda na entrada do S do Senna, Sylvio de Barros passou reto, despencando para o final do pelotão de 37 carros.

Vitor tentou um ataque sobre Paludo no complemento da primeira volta, sem sucesso. Pior, porém, foi para Ayman Darwich e Paulo Totaro, que rodaram no S do Senna, perdendo terreno. Na terceira volta, Murilo Coletta superou Enzo Elias para assumir a liderança da prova entre os pilotos da classe 3.8.

Na quinta volta, Felipe Baptista, que estreia na Porsche Cup – e no automobilismo – rodou durante uma disputa pela quarta posição da classe 3.8 com Matheus Coletta. Na frente, Müller não conseguia abrir vantagem em relação a Neugebauer, enquanto Vitor Baptista mantinha forte pressão sobre Paludo. Ricardo Baptista fechava o top-5 da prova.

A disputa pela liderança da classe 3.8 seguiu das mais empolgantes: na sétima volta, Murilo Coletta, Enzo Elias e Matheus Iorio lutavam pela liderança da prova, com uma diferença apenas visual. Mais na frente, Dominique Teysseyre e Rouman Ziemkiewicz rodaram após um toque no S do Senna. Teysseyre abandonou, e Ziemkiewicz foi punido.

No 11º giro, Fran Lara e Marco Billi rodaram no início da subida que leva para a reta dos boxes, despencando na classificação. A luta pela ponta da 3.8 seguia das mais fortes, com Iorio superando Elias no miolo do circuito para assumir a segunda posição. O estreante imediatamente passou a atacar Murilo Coletta.

Após 12 giros, Müller finalmente começou a abrir vantagem em relação a Neugebauer, com 1s4 de frente. Pouco depois, Matheus Coletta tocou em Sylvio de Barros, e os dois rodaram, perdendo tempo. De tanto insistir, Vitor Baptista superou Paludo para tomar a terceira posição geral da corrida no 16º giro, em um “drible” no gaúcho no S do Senna.

Chico Horta rodou no miolo do traçado paulista no 17º giro da prova, enquanto a disputa pela vitória da 3.8 seguia das mais fortes, com Murilo Coletta, Iorio e Elias separados por apenas sete décimos restando pouco mais de um minuto para o encerramento da corrida em Interlagos. Os três tiveram de escapar de uma nova rodada de Horta.

Elias assumiu a liderança da prova na 19ª volta ao se aproveitar de um toque de Iorio em Murilo Coletta, quando o estreante tentou um ataque. A manobra rendeu a vitória na classe 3.8, enquanto, mais na frente, Müller seguiu para triunfar entre os competidores da 4.0.

Fotos: Luca Bassani