Card image
Competições
Vettel lamenta Mercedes “muito mais rápida” na China

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 14/04/2019
  • Atualizado: 14/04/2019 às 13:02
  • Por: Leonardo Marson

Sebastian Vettel lamentou não ter ritmo para perseguir as Mercedes no Grande Prêmio da China, terceira etapa da Fórmula 1 realizada na madrugada deste domingo (14) no Circuito Internacional de Xangai. O alemão, visto antes da prova como principal concorrente de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, não esteve em momento algum próximo de alcançá-los, e precisou de uma ordem de equipe ainda na 11ª volta para tomar a terceira posição de Charles Leclerc, que o havia superado na largada.

“Estou feliz por estar no pódio, mas chateado por não ser rápidos o suficiente para andar no mesmo ritmo da Mercedes. Eu tentei aumentar o ritmo para persegui-los, mas não tive como. Infelizmente, eles eram muito mais rápidos”, disse Vettel, logo após o enceramento da corrida em Xangai.

O alemão também esteve ameaçado de perder a terceira posição. Na vigésima volta, Max Verstappen tentou ultrapassá-lo, e chegou a conseguir a manobra, mas Vettel conseguiu ficar com a melhor trajetória e recuperou a posição alguns metros mais tarde, seguindo para terminar em terceiro.

“Eu vi que Verstappen estava atrás de mim e pensei ‘é o Max, ele vai tentar algo’, e ele tentou por fora, mas não conseguiu entrar muito bem na última curva, e retomei a posição”, explicou Vettel, que encerrou comentando a ordem de equipe que lhe fez ficar à frente de Leclerc.

“Falei para a equipe que poderia ir mais rápido e, depois da ordem, aumentei o ritmo. Mas o que importa é que a gente não tinha ritmo para acompanhar as Mercedes. É um bom resultado, mas não um ótimo resultado”, completou o tetracampeão mundial, desviando o foco para o ritmo dos carros da estrela de três pontas.

Foto: Ferrari