Card image
Competições
Verstappen revela que Red Bull negou teste na MotoGP

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 11/10/2018
  • Atualizado: 27/03/2019 às 9:48
  • Por: Leonardo Marson

Max Verstappen revelou nesta quinta-feira (11) que teve negado pela Red Bull um pedido para testar uma moto da MotoGP, principal categoria de motociclismo do planeta. A declaração foi feita durante um evento da Exact, empresa que patrocina o piloto holandês na Fórmula 1.

LEIA MAIS:
Fórmula 1 engaveta ideia de mudar sistema de pontuação
Barrichello volta a pilotar carro de F1 em Porto Alegre

A marca de energéticos é patrocinadora oficial da KTM e da Honda na mais importante categoria do Mundial de Motovelocidade. Além disso, a empresa é proprietária do Red Bull Ring, autódromo localizado na cidade austríaca de Spielberg. Apesar disso, Verstappen disse que a equipe considerou perigoso correr de moto.

“Adoraria poder correr em duas rodas, mas não tenho permissão para isso. Comprei uma Harley-Davidson e perguntei à equipe se podia experimentar uma moto de MotoGP, pois a Red Bull também é patrocinadora da KTM e Honda. E nós temos uma pista, o Red Bull Ring. Mas eles disseram que não, porque é muito perigoso”, disse Verstappen.

Caso fosse realizar o teste, Verstappen não seria o primeiro piloto da Fórmula 1 atual a andar com um equipamento da MotoGP. Em 2015 e 2016, Fernando Alonso pilotou um equipamento da Honda, que na época tinha um acordo de fornecimento de motores com a McLaren na principal categoria do automobilismo mundial.

Foto: Red Bull Content Pool