Card image
Competições
Rubens Barrichello corre ao lado do filho na Sprint Race

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 05/06/2019
  • Atualizado: 05/06/2019 às 16:51
  • Por: Leonardo Marson

Rubens Barrichello viverá uma experiência inédita em sua carreira. Pela primeira vez, o recordista de largadas na Fórmula 1 e campeão da Stock Car terá como parceiro de pilotagem o filho, Eduardo. A parceria entre pai e filho acontecerá na etapa de Homestead da Sprint Race, categoria comandada por Thiago Marques e que fará no circuito localizado nas cercanias de Miami, no dia 30 de junho, seu primeiro evento fora do Brasil.

Rubens Barrichello
Rubens Barrichello fará sua primeira aparição na Sprint Race. (Foto: Duda Bairros)

“A expectativa é grande. Será um prazer enorme correr ao lado do Dudu em uma categoria tão bacana, a qual tive uma breve experiência com o carro em uma gravação para o Acelerados”, disse Barrichello, que fará sua primeira aparição na categoria que tem em seus colegas de programa de TV e canal do YouTube, Gerson Campos e Cassio Cortes, os atuais campeões.

Barrichello esteve na Fórmula 1 por 19 temporadas, onde fez 322 largadas, vencendo 11 corridas. Depois de rápida passagem pela Indy, o piloto de 47 anos migrou para a Stock Car, onde venceu a temporada de 2014. Em sua sétima temporada completa na categoria mais importante do Brasil, Rubens aparece na vice-liderança após três etapas, atrás somente de Daniel Serra.

Eduardo, ou Dudu, deixou o kart e migrou para os monopostos na última temporada, quando correu na Fórmula 4 Americana. Neste ano, o piloto de 17 anos participa da USF2000, categoria que integra o “Road to Indy”, da qual ocupa atualmente a 17ª colocação do campeonato. O melhor resultado do novato na temporada foi o quinto lugar na segunda corrida no circuito misto de Indianápolis.

Rubens Barrichello é o segundo piloto com passagem pela Fórmula 1 confirmado pela Sprint Race para a etapa de Homestead. Antes do ex-piloto de Jordan, Stewart, Ferrari, Honda, Brawn GP e Williams, o italiano Max Papis foi confirmado para correr nos Estados Unidos, tendo como companheiro Rafael Seibel.