Card image
Competições
Hamilton vê Vettel ser punido e vence o GP do Canadá

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 09/06/2019
  • Atualizado: 09/06/2019 às 16:51
  • Por: Leonardo Marson

Lewis Hamilton venceu neste domingo (9) o Grande Prêmio do Canadá, sétima etapa da temporada 2019 da Fórmula 1. Em uma corrida das mais tensas no circuito Gilles Villeneuve, em Montreal, o piloto da Mercedes ficou atrás de Sebastian Vettel a corrida toda, mas viu o alemão sofrer uma punição de cinco segundos após fechá-lo na 48ª das 70 voltas, quando o piloto da Ferrari cometeu um erro.

Lewis Hamilton
Hamilton venceu pela quinta vez na temporada. (Foto: Mercedes)

A segunda posição ficou com Vettel, que teve que conter a aproximação de Charles Leclerc nas voltas finais para, com a punição, terminar neste posto. O monegasco, que marcou o ponto de melhor volta, completou o pódio com a outra Ferrari, enquanto Valtteri Bottas ficou com a quarta posição com a outra Mercedes. Max Verstappen, da Red Bull, ficou com o quinto lugar.

Daniel Ricciardo fechou a corrida na sexta posição com a Renault, depois de andar na quarta posição no início da prova, sendo seguido por seu companheiro de equipe, Nico Hülkenberg. Pierre Gasly fechou a prova com a oitava colocação com a Red Bull, enquanto Lance Stroll, da Racing Point, foi o nono. Danill Kvyat, da Toro Rosso, completou o grupo dos dez primeiros.

A Fórmula 1 terá prosseguimento daqui há dois domingos, quando acontece o Grande Prêmio da França, prova marcada para o circuito de Paul Ricard.

Confira como foi o GP do Canadá

A largada contou com Sebastian Vettel mantendo a primeira colocação, enquanto Lewis Hamilton precisou segurar o ataque de Charles Leclerc para seguir em segundo. Daniel Ricciardo manteve a quarta posição, seguido por Pierre Gasly. Valtteri Bottas recuou para sétimo ao ser ultrapassado por Nico Hülkenberg, enquanto Max Verstappen avançou para o nono lugar. Alexander Albon teve a asa dianteira danificada após ser espremido por Lance Stroll e Kimi Räikkönen, e se dirigiu aos boxes.

Carlos Sainz foi aos boxes no quarto giro para realizar a troca de pneus, enquanto Vettel passou a abrir vantagem sobre Hamilton, superando a margem de dois segundos na sexta volta. No giro seguinte, Verstappen deixou Lando Norris para trás para assumir a oitava posição. Daniel Ricciardo foi aos boxes na volta nove, mesmo momento em que Norris abandonou com a suspensão traseira direita quebrada.

Com pneus mais novos, Ricciardo avançou para o sétimo lugar ao ultrapassar Lance Stroll, único piloto que correu em casa neste final de semana. Mais na frente, Verstappen passou a pressionar Bottas pelo quinto lugar, enquanto Vettel abriu 2s4 para Hamilton na 15ª volta. Hülkenberg, que vinha na quarta posição, foi chamado aos boxes pela Renault na 17ª volta.

Vettel viu Hamilton diminuir um pouco a vantagem na liderança, reduzindo-a para 1s8 na 21ª volta, enquanto Leclerc começou a andar mais rápido que os dois ponteiros, diminuindo a distância para o rival da Mercedes. Três giros depois, Hülkenberg reclamou com a Renault de que seu câmbio tinha problemas, mas seguiu na corrida após a orientação do time.

Vettel foi o primeiro dos ponteiros a visitar os boxes, parando na 26ª volta para colocar pneus duros, atitude seguida por Hamilton na volta seguinte. Então décimo colocado, Antonio Giovinazzi rodou com a Alfa Romeo, recuando um posto. Bottas fez a troca de pneus na volta 30, enquanto Leclerc visitou os boxes apenas na volta 33, voltando atrás de Verstappen, terceiro colocado sem realizar a parada nos boxes.

Hamilton passou a descontar rapidamente a vantagem em relação a Vettel, enquanto Leclerc deixou Verstappen, que ainda não havia feito a parada nos boxes, para trás, tomando a terceira posição. Mais atrás, Bottas superou Ricciardo na 39ª volta para entrar definitivamente no grupo dos cinco primeiros. Hamilton chegou a cortar a frente de Vettel para menos de um segundo, mas cometeu um erro no terceiro setor.

O inglês da Mercedes voltou a carga contra o alemão da Ferrari na 44ª volta, trazendo a distância para menos de um segundo. Quatro giros depois, Vettel cometeu um erro e Hamilton tentou a ultrapassagem, sem sucesso, uma vez que o alemão trancou sua passagem, forçando o piloto da Mercedes a passar com as rodas na grama. No 49º giro, Verstappen finalmente foi aos boxes para sua troca de pneus.

A direção de prova passou a investigar o lance entre Vettel e Hamilton, enquanto o alemão passou a aumentar a diferença para o inglês. Mais atrás, Leclerc tentava descontar a vantagem para o inglês da Mercedes, sem sucesso. Verstappen, por sua vez, deixou Ricciardo para trás para tomar a quinta posição.

Na 58ª volta, Vettel recebeu uma punição de cinco segundos por fechar Hamilton depois de escapar da pista. O que se viu foi um aumento no ritmo da prova por parte da dupla de pilotos da Ferrari e de Hamilton. Quem se mostrou mais rápido foi o inglês, que cortou a vantagem para 1s7 restando dez voltas para o final da corrida.

Hamilton seguiu diminuindo a vantagem para Vettel, praticamente garantindo a vitória. O alemão ainda passou a ver Leclerc descontar a vantagem, e ter o segundo lugar ameaçado também. Mais atrás, Bottas foi aos boxes para colocar pneus novos e tentar o ponto da melhor volta.