Card image
Competições
F1 renova acordo, e GP da Austrália segue no calendário

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 19/07/2019
  • Atualizado: 19/07/2019 às 13:05
  • Por: Leonardo Marson

A Fórmula 1 seguirá com o Grande Prêmio da Austrália em Melbourne até 2025. O acordo foi anunciado na tarde dessa quarta-feira (18), e encerra os rumores da saída da prova do calendário da principal categoria do automobilismo mundial. A rodada australiana do campeonato é disputada desde 1985, sendo disputada em Adelaide até 1995, mudando-se para Melbourne no ano seguinte.

Austrália
GP da Austrália está garantido em Melbourne até 2025. (Foto: Getty Images)

“Estamos felizes por renovar a parceria com Melbourne, que agora vai receber a F1 até, pelo menos, 2025. A decisão de ampliar em dois anos o vínculo foi porque a prova mostrou ser um grande sucesso para a cidade, para a Austrália e também ao redor do mundo com os fãs e com quem trabalha com a F1. Planejamos tornar o GP da Austrália ainda mais espetacular tanto em entretenimento quanto em aspectos esportivos”, disse Chase Carey, CEO do Liberty Media, proprietária da Fórmula 1.

“O anúncio de hoje, junto com o da semana passada na Inglaterra, mostra que os promotores estão, cada vez mais, pensando no futuro da F1. Não vemos a hora de voltar a Melbourne no ano que vem para celebrar os 25 anos da prova lá e continuar nossa relação até comemorar o aniversário de 30 anos em 2025”, completou o dirigente máximo da Fórmula 1.

LEIA MAIS:
F1 apresenta esboço de carro para 2021 com efeito-solo

“Isto é um fantástico voto de confiança da Fórmula 1 de continuar tendo corridas em Melbourne até 2025, pelo menos. Victoria recebe grandes eventos melhor do que ninguém no mundo e estou empolgado pela categoria ter estendido o contrato permitindo que o nosso governo continue a trazer eventos mundiais para Victoria”, disse Martin Pakula, ministro dos esportes e do turismo do estado de Victória, onde fica Melbourne.

O GP tem contribuído para que Melbourne se estabeleça como um centro de grandes eventos e a F1 é fundamental no calendário esportivo da cidade. Além dos benefícios diretos da continuidade da Austrália na F1, a extensão do contrato também nos dá confiança para a realização de novos eventos e cria oportunidades para continuarmos desenvolvendo e melhorando o evento para o benefício dos fãs da F1”, completou Pakula.

Valtteri Bottas
Bottas venceu o GP da Austrália deste ano. (Foto: Getty Images)

Com o acordo fechado para a manutenção do Grande Prêmio da Austrália em Melbourne, quatro provas do atual calendário não possuem contrato para além de 2020, e três correm risco real de deixar de receber a F1: Alemanha, México e Espanha. O Brasil é o quarto país, mas o Liberty Media negocia com Rio de Janeiro e São Paulo – que recebe a prova em Interlagos há anos – para realizar o GP do Brasil nos próximos anos.