Card image
Competições
F1 anuncia acordo de cinco anos com Silverstone

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 10/07/2019
  • Atualizado: 10/07/2019 às 17:36
  • Por: Leonardo Marson

A Fórmula 1 anunciou na manhã desta quarta-feira (10) a renovação de contrato com o circuito de Silverstone, casa do Grande Prêmio da Inglaterra, por mais cinco temporadas, a partir de 2020. O acordo coloca ponto final aos rumores de uma possível saída do calendário do autódromo que recebeu a primeira corrida da história da mais importante categoria do automobilismo mundial.

Silverstone
Novo acordo com a F1 garante, a partir de 2020, mais cinco provas em Silverstone. (Foto: Ferrari)

O anúncio, revelado durante coletiva de imprensa que reuniu o CEO do Liberty Media, empresa proprietária da Fórmula 1, Chase Carey, Stuart Pringle, diretor de Silverstone, e John Grant, presidente do BRDC, entidade que administra o autódromo, aconteceu às vésperas do início dos treinos para o GP da Inglaterra, décima etapa da atual temporada da Fórmula 1.

“Estamos orgulhosos em confirmar que a Inglaterra segue no calendário da Fórmula 1 pelo menos nos próximos cinco anos, com o evento seguindo em sua casa de longa data, o circuito de Silverstone. Sempre dissemos que, para ter um futuro de longo prazo, nosso esporte precisa preservar palcos históricos. Silverstone representa o berço do esporte, com o ponto de partida em 1950”, disse Carey.

Grant fez coro ao atual chefe máximo da Fórmula 1, e ressaltou que seria uma “tragédia” para o circuito que é considerado a casa da categoria perder o GP da Inglaterra. O dirigente ainda destacou o fato de a praça esportiva seguir no calendário no ano em que a categoria mais importante do esporte a motor do planeta completará setenta anos desde a criação do campeonato.

“Silverstone é um dos GPs mais icônicos no calendário da F1, e com uma história tão rica, seria um desastre para o esporte e os fãs se a gente não encontrasse um jeito de ir em frente. O ano de 2020 traz o 70º aniversário da primeira corrida do Mundial, em 13 de maio de 1950, e isso vai tornar o evento do próximo ano ainda mais especial. Isso é uma grande notícia para o BRDC, para Silverstone e para a F1, assim como para milhões de fãs britânicos”, comentou o responsável por Silverstone.

A renovação do acordo para que o circuito inglês seguisse recebendo a Fórmula 1 demorou para ser renovado. Os administradores de Silverstone romperam o contrato anterior por não considerarem favoráveis os termos para a praça esportiva, e negociaram com o Liberty Media por meses até que um novo acerto fosse celebrado. Existe a expectativa de o México renovar seu contrato nas próximas semanas.