Card image
Competições
Brasil recebe aval da FIA para sediar etapa da Fórmula E

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 20/06/2019
  • Atualizado: 20/06/2019 às 13:38
  • Por: Leonardo Marson

O Brasil recebeu o aval da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para receber uma corrida da Fórmula E. Na última quarta-feira (19), Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo, se encontrou com o presidente da FIA, Jean Todt, em Paris, ganhando o OK do representante máximo do esporte a motor mundial para organizar a corrida dos carros elétricos. Caso aconteça, a corrida seria disputada ainda em 2019.

Fórmula E
Em cinco temporadas, a Fórmula E jamais correu no Brasil. (Foto: FIA Formula E)

De acordo com o Ministério do Turismo, Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte se candidataram a receber a corrida, que obrigatoriamente será disputada em circuito de rua. Na capital fluminense, há duas opções de circuito, um na região da Marina da Glória, e outro no Maracanã, passando inclusive por dentro do estádio. Em Minas, o circuito seria montado na esplanada do estádio do Mineirão.

Com o pré-calendário para a temporada 2019/2020 da Fórmula E já definido, há apenas uma data em que uma etapa brasileira poderia ser disputada: no dia 14 de dezembro, quando existe a previsão de uma corrida, mas sem cidade ou país definido. A sétima etapa, marcada para 21 de março de 2020, também tem cidade indefinida, mas acontecerá na China.

Fórmula E
Campeão da terceira temporada, Lucas di Grassi é um dos destaques do grid da Fórmula E. (Foto: Audi)

Marcelo Álvaro Antônio destacou a importância em se tentar trazer a categoria dos carros elétricos para o País. “Ter a Fórmula E no Brasil é um indicativo importante de que o governo federal tem interesse em inovação e em sustentabilidade associada a um evento que tem alto poder de atratividade turística e retorno financeiro para o País”, disse o ministro do Turismo.

De acordo com a nota do Ministério do Turismo, o secretário-executivo Daniel Nepomuceno se reuniu com Alejandro Agag, CEO da Fórmula E, para apresentar as propostas de circuito das três cidades brasileiras.

O Brasil já esteve próximo de receber uma prova da Fórmula E. Em 2017, um traçado na região do Anhembi, em São Paulo (SP), chegou a ser confirmado pela categoria, em um traçado semelhante ao que a Indy usou por quatro temporadas. Porém, um plano de privatização do local promovido pelo então prefeito de São Paulo e atual governador paulista João Doria (PSDB) impediu a realização da prova. O local segue tendo a prefeitura paulistana como proprietária.