Responsive Menu
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Charlie Whiting

Diretor de provas da F1, Charlie Whiting morre na Austrália

Autor: Leonardo Marson


A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) confirmou na noite desta quarta-feira (13) a morte de Charlie Whiting, diretor de provas da Fórmula 1. O profissional tinha 66 anos e sofreu uma embolia pulmonar no hotel em que estava hospedado em Melbourne, cidade que recebe neste final de semana o Grande Prêmio da Austrália, no circuito de Albert Park.

Whiting chegou a ir ao paddock do circuito que receberá a etapa de abertura da temporada 2019 para cumprir suas obrigações para o final de semana. Depois de retornar ao hotel, o diretor de provas passou mal, e veio a falecer no início desta noite no Brasil, manhã de quinta-feira (14) na Austrália.

O profissional começou seu envolvimento com a Fórmula 1 em 1977, quando tinha 24 anos, trabalhando na Hesketh. Na Brabham, passou para a função de mecânico-chefe, cargo que ocupou nos dois títulos mundiais obtidos por Nelson Piquet pela equipe, em 1981 e 1983. Na FIA, passou a trabalhar como delegado-técnico em 1988, um ano depois de deixar a Brabham, que foi vendida por Bernie Ecclestone.

Whiting cresceu de cargo na Federação Internacional de Automobilismo, passando a ser delegado de segurança antes de se tornar diretor de provas, função que ocupou até os últimos dias de vida.

Foto: Getty Images


Racing Online

Racing Online

error: Conteúdo protegido!