Responsive Menu
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Indy

Presidente da Indy crê em retorno para a Austrália em 2020

Autor: Leonardo Marson


O retorno da Indy para a Austrália está próximo de acontecer. De acordo com Mark Miles, presidente e diretor executivo da Hulman & Company, empresa proprietária da categoria, o campeonato americano pode voltar a visitar a Oceania em fevereiro de 2020, correndo no circuito de rua de Surfer’s Paradise, na cidade de Gold Coast, conhecida pelas praias.

LEIA MAIS:
Comentarista da Indy, Felipe Giaffone anuncia saída da Band
Bruna Tomaselli mira W Series, e pretende seguir nos EUA
Franzoni busca permanência no automobilismo americano
Motor Chevrolet equipará McLaren de Alonso na Indy 500

O dirigente adotou há algum tempo uma postura de não fazer anúncios precipitados, pois, no passado, a categoria revelou acordos para correr em determinados lugares sem ter datas certas. Por este motivo, a atitude de Miles surpreendeu a todos que acompanham a categoria de monopostos mais forte dos Estados Unidos.

“Estamos trabalhando duro, e isso se tornou público pelo primeiro-ministro de Queensland sobre a possibilidade de ter o retorno de Surfers Paradise, em Gold Coast. Se isso for possível, poderá acontecer em fevereiro de 2020. O trabalho foi intensificado e é algo que esperamos ser concluído e finalizado nos próximos meses. Há a possibilidade de promover um grande evento”, disse Miles.

A Indy visitou a Austrália entre 1991 e 2008, sempre com corridas no circuito de Surfer’s Paradise. O maior vencedor da Indy naquele país foi Sébastien Bourdais, que triunfou em 2005 e 2007. O francês foi o único piloto a vencer duas vezes no circuito. Emerson Fittipaldi, em 1992, Cristiano da Matta, em 2001, e Bruno Junqueira, em 2004, foram os brasileiros que triunfaram na prova. O último vencedor foi Ryan Briscoe.

Foto: IndyCar


Racing Online

Racing Online

error: Conteúdo protegido!