Card image
Competições
Briatore vê troca de chefia na Ferrari como necessária

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 08/01/2019
  • Atualizado: 27/03/2019 às 9:47
  • Por: Leonardo Marson

Ex-chefe de Benetton e Renault na Fórmula 1, Flavio Briatore disse entender a mudança no comando da Ferrari. O time de Maranello anunciou na segunda-feira (7) Mattia Binotto como novo chefe de equipe, ocupando o lugar de Maurizio Arrivabene, que ocupou o cargo nas últimas quatro temporadas.

LEIA MAIS:
Wehrlein será piloto de desenvolvimento da Ferrari
Ferrari confirma Mattia Binotto como chefe de equipe
Sauber trabalha para estrear carro de 2019 em Fiorano
Por conta de gripe, Niki Lauda volta a UTI na Áustria

No campeonato do ano passado, a Ferrari deu a impressão de que poderia acabar com a atual hegemonia da Mercedes. Porém, a equipe da estreia de três pontas mostrou força na segunda metade da temporada, conquistando os títulos de piloto, com Lewis Hamilton, e de construtores.

“Em 2018, a Ferrari tinha as cartas para vencer o Mundial, mas não o fez. Quando não se vence, as coisas precisam mudar, e imagino que quem conduz a escuderia de Maranello tenha pensado dessa forma”, disse Briatore, que se mostra curioso para ver o trabalho de Binotto.

“Binotto fez um trabalho excelente como diretor técnico. Neste ano, a Ferrari tinha um carro ótimo, velocíssimo, e com uma gestão diferente dos pilotos poderia ter levado o título para casa”, seguiu o ex-dirigente.

“Veremos que trabalho ele fará como chefe de equipe. Certamente, não acredito que ele terá papel duplo como chefe e diretor técnico, então precisaremos ver quem o substituirá na parte técnica”, completou Briatore.

Foto: Twitter