Responsive Menu
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Na chuva, Serra e Oliveira vencem Corrida de Duplas

Autor: Leonardo Marson


Serra tomou a liderança após a parada nos boxes e seguiu para a vitória. (Foto: Fernanda Freixosa)

Daniel Serra e João Paulo de Oliveira venceram neste sábado (10) a Corrida de Duplas, prova que abriu a temporada 2018 da Stock Car. Depois de largarem na pole position no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP), a dupla da Eurofarma/RC viu os rivais avançarem durante a primeira metade da prova, quando o piloto regular do Super GT comandou o carro numeral 29, mas após a parada nos boxes, quando o atual campeão foi para a pista, conseguiu a liderança, garantindo a vitória.

A segunda colocação ficou com Rubens Barrichello e Felipe Albuquerque, pilotos que dividiram o carro da Mobil Super/Full Time, que chegaram 2s1 atrás dos vencedores. O pódio foi completado por Cesar Ramos e Kelvin van der Linde, dupla que liderou a maior parte da corrida com o equipamento da Blau Motorsport. Ricardo Maurício e Felipe Nasr dupla da Eurofarma/Full Time, terminou com o quarto lugar, seguidos por Ricardo Zonta E Laurens Vanthoor, da Shell V-Power.

Max Wilson e Felipe Giaffone completaram a prova na sexta posição com o equipamento da Eurofarma/RC, e foram seguidos por Marcos Gomes e Pipo Derani, da Cimed Racing. Estreando na Blau Motorsport, Allam Khodair foi o oitavo colocado ao lado de Alan Hellmeister. Rafael Suzuki e JK Vernay, da Hot Car, foram os nonos, seguidos por Guilherme Salas e Mariano Altuna, seus companheiros no time comandado por Amadeu Rodrigues.

A prova sofreu um atraso de 25 minutos por conta de uma forte chuva que atingiu o Autódromo de Interlagos, o que forçou a troca dos pneus de pista seca para os compostos de chuva. Além disso, a direção de prova optou por dar a largada com o Safety Car à frente dos carros, com a bandeira verde sendo acionada apenas na abertura da quarta volta.

A temporada 2018 da Stock Car segue no dia 8 de abril, com a realização da etapa de Curitiba (PR).

Confira como foi a corrida

A largada, inicialmente marcada para 13h30, pelo horário de Brasília, foi atrasada por conta de uma forte chuva que atingiu a região de Interlagos quando os carros faziam a volta de apresentação. Depois de 25 minutos, a corrida foi iniciada com os 33 carros andando atrás do Safety Car. Apenas na abertura da quarta volta é que a bandeira verde foi acionada.

Logo nos metros iniciais, Lucas di Grassi perdeu o controle de seu carro e bateu, abandonando a disputa. João Paulo de Oliveira, por sua vez, aproveitou para abrir três segundos de frente sobre Cesar Ramos, enquanto Felipe Albuquerque manteve o terceiro lugar, seguido por Felipe Fraga e Ricardo Zonta.

Ramos rapidamente descontou a diferença para Oliveira, e passou a atacá-lo na abertura sexta volta. Albuquerque também se aproximou dos dois líderes. O piloto da Blau tentou a ultrapassagem no miolo do circuito, mas viu o convidado de Daniel Serra se defender. Depois, no S do Senna, o gaúcho conseguiu a ultrapassagem e assumiu a liderança.

Albuquerque aproveitou para deixar Oliveira para trás também na sétima volta, e avançou para o segundo posto. Um pouco mais atrás, Zonta abriu caça sobre Fraga, enquanto Nico Müller se aproximava dos dois. O piloto da Shell Racing superou o da Cimed na oitava volta, e passou a se aproximar de Oliveira.

Müller deixou Fraga para trás e assumiu o quinto lugar, enquanto Zonta passou a atacar Oliveira pelo terceiro posto. O suíço convidado de Thiago Camilo abriu demais a trajetória em uma curva, e acabou tocado por Fraga. Quem se aproveitou foi Cacá Bueno, que superou os dois e pulou para a quinta colocação.

Na frente, Ramos e Albuquerque mantinham uma distância segura do restante do pelotão. Mais atrás, Oliver Jarvis deixou Bia Figueiredo e Jamie Green para trás, ganhando a 18ª posição. Zonta, por sua vez, protagonizou ótima disputa com Oliveira, superando-o na volta 12. O piloto que atua no Super GT japonês jogou duro com Cacá Bueno na sequência, mas o pentacampeão avançou ao quarto lugar no S do Senna, após quase ser espremido no muro.

Zonta seguiu avançando rapidamente, e passou por Albuquerque na 14ª volta, tomando a segunda colocação. Na metade da corrida, o Safety Car foi acionado pela segunda vez após o pneu de Nico Müller estourar quando disputava posição. O carro de Bia Figueiredo também ficou avariado pelo mesmo motivo.

A relargada aconteceu na volta 19, com Ramos mantendo a liderança, seguido por Zonta, Albuquerque, Cacá e Marcos Gomes, que superou Oliveira na reta oposta. Na subida da reta, o pentacampeão deixou o português para trás, assumindo o segundo lugar, enquanto o português foi aos boxes para dar lugar a Rubens Barrichello.

Oliveira também foi aos boxes na volta 20, cedendo o carro para Daniel Serra, em atitude seguida por Cacá Bueno e Marcos Gomes, que foram substituídos por Felipe Massa e Pipo Derani, respectivamente. Nelsinho Piquet abandonou a disputa após um toque de Oliver Jarvis, em acidente que forçou a entrada do Safety Car.

Cesar Ramos foi aos boxes e cedeu o carro a Kelvin van der Linde. A liderança, então, caiu nas mãos de Vitor Genz, enquanto Galid Osman assumiu o segundo posto, ainda sem parar nos boxes. Laurens Vanthoor, parceiro de Zonta, assumiu a terceira posição, e foi seguido por Serra e Van der Linde.

A relargada aconteceu na volta 24, com Genz ainda líder e com uma frente de dois segundos sobre Galid. Atrás, Vanthoor acabou superado por Serra e Van der Linde, despencando para o quinto posto. O piloto da Cavaleiro foi atropelado pelos rivais, enquanto Barrichello conseguiu bela manobra para tomar o segundo lugar.

Van der Linde atacou Vanthoor na reta dos boxes e concluiu a ultrapassagem no S do Senna, avançando para terceiro. A prova chegou aos cinco minutos finais com Serra, Barrichello e o sul-africano da Blau Motorsport separados 1s4. Vanthoor viu os rivais abrirem uma pequena vantagem, enquanto Felipe Nasr, parceiro de Ricardo Maurício, avançou ao quinto posto.

Mark Winterbottom, companheiro de Átila Abreu, rodou após ser tocado por JK Vernay, abandonando a disputa. Nas voltas finais, Serra abriu vantagem e seguiu para a vitória.


error: Content is protected !!