Responsive Menu
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Vitor Baptista

Vitor Baptista vence corrida 2 da Porsche Cup em Interlagos

Autor: Leonardo Marson


Vitor Baptista venceu na tarde deste sábado (16) a corrida que fechou a primeira etapa da temporada 2019 da Porsche Cup, disputada no Autódromo de Interlagos. O piloto apoiado pela Shell iniciou a prova da quarta colocação e fez uma largada das mais agressivas para assumir a primeira posição ainda nos metros iniciais. A partir daí, o dono do Porsche 120 abriu vantagem e manteve a ponta por todos os 30 minutos de corrida.

LEIA MAIS:
Müller vence primeira corrida da Porsche Cup em Interlagos

A segunda colocação ficou com Eloi Khouri, piloto que se aproveitou da disputa pelo segundo lugar entre Miguel Paludo e Ricardo Baptista para superar o gaúcho no Bico de Pato. Paludo completou a corrida em terceiro, sendo seguido pelo veterano Baptista. O grupo dos cinco primeiros ainda contou com Marçal Müller, vencedor da primeira corrida do dia.

Pela classe 3.8, Felipe Baptista conquistou sua primeira vitória no automobilismo. O piloto de 15 anos travou uma intensa disputa pela liderança, inicialmente com Matheus Iorio, e depois com Enzo Elias, vencedor da corrida que abriu o campeonato. A diferença entre os dois na linha de chegada foi de apenas 0s207 em favor de Baptista. Nelson Monteiro terminou em terceiro, seguido por Paulo Totaro e Ayman Darwich.

A prova ainda contou com duas entradas do Safety Car. Na primeira, um acidente envolvendo Carlos Renaux, Adalberto Baptista, Rodrigo Melo e Maurizio Billi fez com que a bandeira amarela em todo o circuito fosse acionada na sétima volta. Depois, uma rodada entre Matheus Iorio e Sylvio de Barros rodaram, provocando nova intervenção do carro de segurança.

A próxima etapa da Porsche Cup acontece entre os dias 26 e 27 de abril, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR).

Confira como foi a corrida

A prova foi iniciada com uma ótima largada de Vitor Baptista, que saiu da quarta colocação para a liderança pela linha de fora do S do Senna, sendo seguido por Ricardo Baptista, Werner Neugebauer, Eloi Khouri e Miguel Paludo. Matheus Coletta bateu na largada e abandonou a disputa, enquanto Felipe Baptista assumiu a liderança na classe 3.8, seguido por Matheus Iorio e Ramon Alcaraz.

Marcel Coletta, que largou da décima posição, avançou ao sexto posto ao deixar Marçal Müller, vencedor da primeira corrida do dia, para trás. Na terceira volta, Neugebauer passou a pressionar Ricardo Baptista pela segunda colocação. O campeão de 2018 tentou a ultrapassagem no S do Senna, e acabou rodando, abandonando a disputa. Quem se aproveitou do incidente foi Paludo, que avançou para terceiro ao superar Khouri.

Com um pneu furado, Marcel Coletta foi obrigado a visitar os boxes, deixando qualquer possibilidade de lutar pela vitória. Paludo passou a atacar Ricardo Baptista pela segunda colocação, enquanto Vitor Baptista abriu 5s5 na sexta volta. Pela 3.8, Felipe Baptista e Matheus Iorio passaram a duelar pela liderança, com o Iorio assumindo a primeira colocação.

O Safety Car foi acionado na sétima volta, quando um verdadeiro “strike” aconteceu no fim da reta dos boxes. Carlos Renaux, Adalberto Baptista, Rodrigo Melo e Maurizio Billi se envolveram no acidente. Assim, os cinco primeiros colocados gerais da prova eram Vitor Baptista, Rodrigo Baptista, Miguel Paludo, Eloi Khouri e Marçal Müller.

A relargada aconteceu na 11ª volta, quando restavam dez minutos para o final da corrida, e Vitor Baptista tornou a abrir boa vantagem sobre Ricardo Baptista, que voltou a ser pressionado por Paludo. Atrás, Felipe Baptista escapou da pista, mas manteve o segundo posto da classe 3.8. No giro seguinte, Chico Horta rodou no S do Senna, e Cesar Urnhani, estreando na categoria, acabou na proteção de pneus.

Khouri tomou a terceira colocação de Paludo no Bico de Pato, enquanto Sylvio de Barros e Matheus Iorio se encontraram e rodaram, abandonando a disputa. Assim, o Safety Car precisou ser acionado pela segunda vez na prova. Com o incidente, quem subiu para a segunda colocação da classe 3.8 foi Enzo Elias, vencedor da primeira corrida do dia em Interlagos.

A bandeira verde foi acionada para uma única volta, com Vitor Baptista mantendo a liderança, e Ricardo Baptista sendo atropelado por Khouri e Paludo. O dono do carro número 120 se aproveitou da vantagem para vencer a prova, enquanto Felipe Baptista garantiu seu primeiro triunfo na carreira pela classe 3.8 em um final emocionante com Enzo Elias, vencendo por apenas dois décimos.

Foto: Rafa Catelan


Racing Online

Racing Online

error: Conteúdo protegido!