Card image
Notícias
Toyota admite conversas para ter Alonso no Dakar 2020

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 09/01/2019
  • Atualizado: 09/01/2019 às 12:45
  • Por: Leonardo Marson

A Toyota admitiu nesta quarta-feira (9) a possibilidade de contar com Fernando Alonso para a disputa do Rally Dakar de 2020. A imprensa espanhola revelou na terça-feira que o bicampeão mundial de Fórmula 1, em conversas com Nasser Al-Attiyah, deve fazer um teste com a Hilux usada pela equipe japonesa na mais importante prova fora de estrada do planeta, e agora as negociações passam a estar abertas para uma participação.

LEIA MAIS:
Alonso negocia teste com Toyota usado no Rally Dakar
Loeb vence especial do Dakar. De Villiers lidera nos carros
Walkner triunfa nas motos, e Barreda Bort segue na liderança
Dakar: chilenos vencem etapa nos UTVs. Brasileiros lideram
Cavigliasso vence especial nos quads e aumenta liderança
Dakar: Nikolaev vence a segunda especial nos caminhões

Alonso defende a Toyota no Campeonato Mundial de Endurance. A Gazoo Racing é responsável pelas operações da marca japonesa tanto no torneio de corridas de longa duração quanto nas provas fora de estrada. Para esta temporada, o espanhol conta apenas com cinco corridas marcadas: as três provas restantes do WEC, as 24 Horas de Daytona, marcadas para o final de janeiro, e as 500 Milhas de Indianápolis.

“Há algumas conversas, vamos ver no que elas dão, Mas, da minha parte, se o Fernando puder vir para a Toyota, vamos fazer com que isso aconteça. E faremos um ótimo trabalho para ele”, disse Glyn Hall, chefe da equipe de rali da Toyota, em entrevista para o site do diário espanhol Marca. O dirigente acredita ainda que a participação de Alonso seria positiva para a marca e para o Dakar.

“Seria fantástico para o Dakar se Fernando vier, mas também será muito bom para a Toyota, para o esporte, para os pilotos”, seguiu Hall, reconhecendo que a prova é das mais complicadas, mas que Alonso é um dos pilotos mais persistentes que já passaram pela Fórmula 1.

“Eu gostaria do desafio. O Dakar é uma corrida terrivelmente difícil, mas também sabemos que Fernando foi um grande lutador na Fórmula 1. Então, ele vai se encaixar muito bem”, completou o dirigente da equipe japonesa.

Foto: Red Bull Content Pool