Card image
Notícias
Russos triunfam em especial nos UTVs e lideram o Dakar

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 11/01/2019
  • Atualizado: 11/01/2019 às 8:23
  • Por: Leonardo Marson

Sergei Kariakin e Anton Vlasiuk venceram a quarta especial do Rally Dakar entre os competidores dos UTVs, disputada nessa quinta-feira (10) entre as cidades de Arequipa e Tacna, no Peru. A dupla russa completou o percurso de 406 quilômetros cronometrados em 4h23min59s, e garantiu sua primeira vitória na atual edição da mais importante prova fora de estrada do planeta.

LEIA MAIS:
Al-Attiyah vence e aumenta vantagem nos carros
Brabec vence quarta especial e vira líder nas motos

A segunda posição ficou com os chilenos Rodrigo Piazzoli e Jorge Díaz, que completaram a especial 14min26s atrás dos vencedores. Gerard Farrés Guell e Daniel Carreras foram os terceiros colocados, e foram seguidos pelos brasileiros Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin. O top-5 contou ainda com Ignacio Casale e Americo Aliaga.

Miguel Jordão e o navegador brasileiro Lourival Roldan terminaram a especial em sexto, logo à frente das duas duplas do X Rally Team, que viu Marcos Baumgart e Kleber Cincea ficarem em sétimo, e Cristian Baumgart e Beco Andreotti em oitavo. Casey Currie e Rafael Córdoba foram os nonos, e Ricardo Porém e Jorge Monteiro, os décimos.

Quem teve uma especial decepcionante foram os chilenos Francisco “Chaleco” López Contardo e Juan Quintanilla, que ficaram apenas na 14ª colocação, mais de uma hora distantes dos vencedores. Já Bruno Varela e Maykel Justo acabaram o dia com a 23ª posição.

Após a quarta especial, a primeira perna da maratona, Kariakin e Vlasiuk lideram o Dakar com 14h32min33s, e têm 11min26s de frente sobre Farrés Guell e Carreras. Piazzoli e Díaz aparecem em terceiro, e são seguidos por Varela e Gugelmin. López e Quintanilla fecham o top-5. Baumgart e Cincea são os sextos, Jordão e Roldan os sétimos, Baumgart e Andreotti os 11º, e Varela e Justo os 23º.

Nesta sexta-feira (11), quinto dia de prova, o Dakar chega à sua metade na conclusão da etapa maratona. Serão 450 quilômetros de trecho cronometrado, de um total de 714, iniciando o caminho de volta, de Tacna a Arequipa.

Foto: Victor Eleutério