Responsive Menu
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Peterhansel vê atual Dakar como o mais dificil desde 2009

Autor: Leonardo Marson


Peterhansel lidera o Dakar com 27 minutos de frente para Carlos Sainz. (Foto: Red Bull Content Pool)

Stéphane Peterhansel diz que a atual edição do Rally Dakar é a mais difícil desde que a prova foi transferida para a América do Sul. Para o piloto da Peugeot, líder após seis especiais, o evento deste ano remete aos tempos em que a mais importante corrida fora de estrada do mundo era realizada na África.

Depois de seis estágios, boa parte dos pilotos considerados favoritos abandonaram a prova ou perderam muito tempo, sendo alijados da disputa pela vitória. Estes são os casos de Nani Roma, Sébastien Loeb, Mikko Hirvonen e Cyril Despres. Nasser Al-Attiyah se distanciou de Peterhansel, mas ainda possui chances de vitória.

“Provavelmente este é o Dakar mais difícil desde que estamos na América do Sul. Especialmente porque as dunas eram muito macias e realmente complicadas”, disse Peterhansel.

“E não houve dia de transição. Começamos e foram dunas, dunas, dunas, dunas, dunas – cinco dias, e a cada dia foi um pouco mais complicado. Na quarta-feira foi uma loucura”, seguiu o francês.

“Falando por mim, gosto destas condições. Me lembra do velho Dakar, na África. Eu gosto do espírito do Dakar assim. Para mim, isso me lembra o espírito da África, então é realmente bom”, explicou Peterhansel.

“Não todos os anos, mas desde que estamos na América do Sul, o Dakar se tornou um pouco diferente. Fazemos mais etapas em trilhas do WRC, então não é a mesma história”, completou.

Foto: Red Bull Content Pool