Responsive Menu
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Ferrucci se desculpa por atitudes em corrida da F2

Autor: Leonardo Marson


Santino Ferrucci se desculpou pelas atitudes tomadas durante a segunda corrida da sétima etapa da Fórmula 2, realizada no último domingo (8) no circuito de Silverstone, na Inglaterra. O americano, que defende a equipe Trident e é piloto de desenvolvimento da Haas na Fórmula 1, bateu de propósito no carro do companheiro de time, Arjun Maini, sendo multado em 60 mil euros, e suspenso de duas etapas do campeonato.

LEIA MAIS:
Ferrucci é suspenso por duas etapas na Fórmula 2
Gunther vence de ponta a ponta em Silverstone

Além da ação de pista, o piloto foi visto dirigindo sem usar luvas, e não foi a uma reunião com a direção de prova durante a investigação do lance com o companheiro de equipe. Através do Twitter, Ferrucci alegou ter causado um “dano horrível” atribuído a um “lapso mental” negativo.

“Quero pedir minhas sinceras desculpas por minhas ações no domingo durante a corrida da Fórmula 2 em Silverstone. Fiz um julgamento ruim no final da corrida ao chegar tão perto do meu companheiro de equipe, Arjun Maini, e mudei de direção para encostar no pneu dele, com sorte, sem causar nenhum dano ou problema no carro dele”, escreveu Maini.

“Não houve pretensão, premeditação ou retaliação para meus atos, apenas irritação e frustração no que tem sido um ano horrível. Não tenho outra desculpa, fora o fato de ser um ítalo-americano de 20 anos com profunda paixão pelo esporte a motor, que é um esporte de emoções. Por mais que tenha havido provocação antes do meu lapso mental, ainda não é uma desculpa e vou me certificar de que isso não aconteça novamente”, seguiu.

“Eu percebo que envergonhei muita gente e me desculpo com os patrocinadores, a Trident, meus colegas pilotos, a Haas, a FIA, a F2, meus fãs, amigos e família”, seguiu Ferrucci, que também se desculpou com os comissários da Federação Internacional de Automobilismo, explicando que precisou viajar aos Estados Unidos por conta de problemas familiares.

“Também quero me desculpar com os comissários da FIA por não ir à reunião. Fui selecionado para um teste antidoping, assim como outros, o que atrasou meu retorno ao paddock em mais de uma hora. Neste momento, eu tive que fazer as malas na pressa e partir para o aeroporto para pegar um voo no começo da tarde e voltar aos Estados Unidos por conta de uma questão médica urgente na família”, explicou.

“Fui notificado sobre a reunião com os comissários quando já estava saindo, mas mandei um e-mail para o chefe da equipe para que fosse encaminhado para os comissários explicando que eu não tinha outra opção que não partir”, completou.

Foto: FIA Formula 2