Responsive Menu
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Vandoorne se mostra empolgado com ida à Fórmula E

Autor: Leonardo Marson


Stoffel Vandoorne se mostrou com boas expectativas para a ida à Fórmula E, categoria de carros elétricos onde correrá a partir do mês de dezembro com a equipe HWA. Nesta quinta-feira (8), o belga, piloto da McLaren na Fórmula 1, falou com os jornalistas no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP), local onde acontece o Grande Prêmio do Brasil no próximo domingo.

LEIA MAIS:
Na McLaren, Sette Câmara relembra tempos de academia da Red Bull
Gil de Ferran mira otimização de trabalho na McLaren
De saída da F1, Ericsson se vê “por muito tempo” na Indy
F1 revela acordo para correr no Vietnã a partir de 2020

“É um pouco difícil de contar. Estou começando um novo desafio, o qual estou ansioso, com a HWA na Fórmula E. Eu não vou parar neste final de ano, então vou seguir direto. Fazer o melhor trabalho lá é o que está em minha mente”, disse Vandoorne, que faz em Interlagos sua penúltima corrida como piloto da McLaren na Fórmula 1, destacando a movimentação do mercado de pilotos nesta temporada.

“É difícil de falar sobre o que vai acontecer no futuro. Você sabe, o mercado de pilotos neste verão foi um pouco maluco, e ninguém poderia realmente esperar o que aconteceria. Coisas como o que podem acontecer no futuro e quem sabe o que pode acontecer. Mas agora estou focado na Fórmula E, e tentarei fazer o melhor trabalho lá”, seguiu o piloto belga.

Vandoorne admitiu ainda que suas duas temporadas completas pela McLaren não foram das melhores. Em dois anos como titular do time de Woking, o belga obteve como melhores resultados dois sétimos lugares, obtidos em Singapura e na Malásia no ano passado.

“Definitivamente, não foram as duas melhores temporadas. Eu tive um período com a McLaren nas categorias de base, e eles me apoiaram muito para dar o passo à F1. Mas os dois anos que eu tive foram bons em termos de experiência, mas eu preferia muito mais lutar por posições mais altas”

“O tempo para chegar na F1 foi certo, e acho que foi com a equipe certa, com o apoio correto, mas acredito que a competitividade que nós tivemos nos últimos dois anos não foi boa. Seria legal lutar um pouco mais na frente”, completou o belga.

Foto: Getty Images


Racing Online

Racing Online

error: Conteúdo protegido!