Responsive Menu
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Red Bull crê em Honda equiparada a Renault até o fim do ano

Autor: Leonardo Marson


Toro Rosso terá motores Honda nesta temporada. (Foto: Red Bull Content Pool)

A Red Bull acredita que o motor Honda, que equipará nesta temporada os carros da Toro Rosso, poderá se equiparar com as unidades de força desenvolvidas pela Renault até o final desta temporada da Fórmula 1, que terá início neste final de semana com o Grande Prêmio da Austrália. Após três anos de muitos problemas em uma parceria com a McLaren, a Honda teve uma pré-temporada sem problemas com o time de Faenza.

LEIA MAIS:
Max Verstappen não se preocupa com jogos mentais na F1
Pirelli crê em duas paradas nos boxes no GP da Austrália
Grosjean admite desejo de correr em Le Mans neste ano
Ingressos para o GP do Brasil de F1 estão à venda

“O pacote da Honda é tecnicamente interessante”, diz Helmut Marko, consultor da Red Bull, em entrevista ao site americano Motorsport.com. “O motor é muito leve e, agora, a confiabilidade existe. Eles falam em melhora de performance constante. A unidade de força deve estar no nível da Renault até o final do ano”, seguiu o dirigente.

O atual contrato da Red Bull com a Renault será encerrado ao final desta temporada, e em que pese os franceses terem pressa para saber se a parceria seguirá ou não, a equipe austríaca ainda não decidiu se trocará ou não o fornecedor de motores para o campeonato de 2019.

“A situação varia com a Renault quase que mensalmente. Mas nós estamos acostumados com isso. Nos conhecemos há muito tempo. Temos muito respeito pelo que eles fazem: a coisa mais importante para nós é ter um pacote competitivo”, disse Christian Horner, chefe da Red Bull.

“Queremos estar em uma posição para seguir diminuindo a distância para as equipes a nossa frente. Claro, estamos em posição de, provavelmente pela primeira vez nos últimos 10 anos, ter a opção de seguir em frente”, explicou o dirigente da equipe ligada à fábrica de energéticos.

“É uma posição em que não estivemos há muito, muito tempo. Ou havia um veto, um bloqueio ou a falta de desejo de um fornecedor para fornecer”, comentou Horner, que disse estar atento ao desempenho da Toro Rosso para uma possível parceria entre Red Bull e Honda para o ano que vem.

“Acho que eles tiveram uma boa base durante os testes. Estamos sentados na primeira fila para ver como o produto está se desenvolvendo com a Toro Rosso, e tudo será decidido na performance. Queremos o motor com melhor performance na traseira do nosso carro”, disse Horner.

Marko, por sua vez, se mostrou impressionado com o desempenho da Honda na pré-temporada. “Estamos cientes dos passos programados das novas configurações. Acho que a colaboração entre a Toro Rosso e a Honda é muito boa, porque nós não dizemos simplesmente aos japoneses como o motor deve ser”, comentou.

“Imediatamente após a assinatura do contrato, houve um intercâmbio de técnicos entre Faenza, Sakura e Milton Keynes, onde a Honda também possui uma pequena fábrica. Foi ali que a instalação foi discutida e feita. Acredito que essa abordagem de parceria contribuiu para o resultado que temos agora”, completou.

Foto: Red Bull Content Pool


Racing Online

Racing Online

error: Conteúdo protegido!