Isola vê "guerra de pneus" negativa para a F1

Autor: Leonardo Marson


Pirelli fornece pneus para a F1 desde 2011. (Foto: divulgação)

Uma possível concorrência entre fabricantes de pneu na Fórmula 1 não é vista com bons olhos por Mario Isola, chefe de Motorsport da Pirelli. A fabricante italiana é fornecedora exclusiva da principal categoria do automobilismo mundial desde 2011, e possui contrato válido até 2019.

Em pesquisa realizada com fãs da Fórmula 1, 69,4% pedem a volta da “guerra dos pneus”. A última vez que a categoria contou com duas fornecedoras foi em 2006, quando Bridgestone e Michelin rivalizavam. Isola, porém, não acredita que esta situação volte a acontecer.

“É uma situação diferente. No momento, fornecemos o mesmo produto a todas as equipes. Colocamos todas as equipes no mesmo nível em termos de pneus”, disse Isola, em evento realizado na Inglaterra, lembrando que duas fornecedoras de pneus tornaria a disputa mais desequilibrada.

“Se você abrir a competição, você aumenta os custos, porque é preciso testar. Você tem equipes de ponta com um produto melhor se comparado com as equipes mais abaixo, já que você não tem a obrigação de fornecer os mesmos pneus a todos”, seguiu Isola.

“Você cria um diferencial entre as equipes de ponta e as outras. Talvez com duas ou três fornecedoras é possível ter algumas equipes lutando na ponta, mas o resto estará sofrendo por performance. Com o pneu, você facilmente consegue encontrar 0s5 ou mais, então você cria uma maior diferença em comparação a agora”, completou o dirigente.

Foto: divulgação


[fbcomments url="http://racingonline.com.br/formula-1/isola-ve-guerra-de-pneus-negativa-para-a-f1/" count="off" num="10" ]