Responsive Menu
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

De saída da F1, Ericsson se vê “por muito tempo” na Indy

Autor: Leonardo Marson


Marcus Ericsson não acredita em um retorno como piloto titular da Fórmula 1 no futuro. O sueco, que faz suas últimas corridas pela Sauber na atual temporada, defenderá a Schmidt Peterson na Indy no ano que vem, e falou em coletiva realizada nesta quinta-feira (8) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP), sobre uma possível volta à principal categoria do automobilismo mundial após a mudança para o campeonato americano.

LEIA MAIS:
F1 revela acordo para correr no Vietnã a partir de 2020
Veja os horários para o Grande Prêmio do Brasil de F1
Force India aumenta segurança da equipe para o GP do Brasil
McLaren confirma Sette Câmara como piloto de desenvolvimento

“Eu não sei responder esta pergunta. Eu acho que o futuro vai nos contar”, disse Ericsson, quando questionado sobre um possível retorno à Fórmula 1 após a ida à categoria americana. “Vou para os Estados Unidos completamente comprometido em fazer um ótimo trabalho lá”, seguiu o piloto.

“Me vejo lá por bastante tempo. Mas, então, você nunca sabe o que vai acontecer no futuro. Estou muito animado por ir para lá. Me encontrei com a equipe e me senti muito, muito bem. Eu acho que a Indy, vendo de fora, parece muito divertida, então mal posso esperar para começar”, explicou o piloto.

Ericsson também fez um balanço de seus cinco anos na Fórmula 1. Antes de chegar à Sauber, em 2015, o sueco defendeu a extinta equipe Caterham por uma temporada. Segundo o piloto, embora seu período na mais importante categoria do planeta tenha sido divertido, foi um período de muitas dificuldades.

“Foi incrível, eu curti, mas também foi difícil. Na maior parte do tempo eu estive na parte de trás do grid, e com carros que eram sempre difíceis, especialmente quando você costuma crescer nas categorias de base e sempre luta por vitórias e pódios em sua mente. Então, os últimos cinco anos não foram realistas e essa foi aparte difícil disso”, explicou o piloto.

“Este é o motivo pelo qual estou animado para o próximo ano, para que eu possa, na verdade, estar de volta às corridas para vencer novamente. Eu levo muita experiência e muitas boas memórias destes cinco anos, certamente”, completou Ericsson.

Foto: Getty Images


Racing Online

Racing Online

error: Conteúdo protegido!