Responsive Menu
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Alonso admite ter pensado em deixar a F1

Autor: Leonardo Marson


Experiência em Indianápolis quase fez Alonso deixar a F1. (Foto: McLaren)

Fernando Alonso admitiu nesta terça-feira (13) ter pensado em deixar a Fórmula 1 no final do ano passado. O espanhol, que busca conquistar a tríplice coroa do automobilismo, com as vitórias nos GPs de Mônaco, nas 500 Milhas de Indianápolis e nas 24 Horas de Le Mans, disse que pensou seriamente em sair do campeonato mais importante do automobilismo mundial após participar da prova na Indy.

LEIA MAIS:
Massa e Barrichello não veem brasileiros na F1 a curto prazo
Pilotos priorizam pneus ultramacios para abertura da F1
McLaren melhora mais de três segundos em pré-temporada
Pirelli define pneus para os GPs da Espanha e do Canadá

“Considerei a possibilidade de mudar de campeonato e deixar a Fórmula 1. Depois de fazer as 500 Milhas de Indianápolis no ano passado, quando voltei para as corridas na Áustria e na Inglaterra, pensei ‘quem sabe no ano que vem eu corra em uma categoria diferente’. Posso me comprometer inteiramente a completar a Tríplice Coroa e fazer Indy em Le Mans. Talvez seja o melhor”, disse Alonso, em entrevista ao site inglês F1 Racing.

“Mas senti que não era o momento para deixar a Fórmula 1. Não por enquanto, e depois de esses resultados e com essas sensações. Sei que me arrependeria pelo resto da minha vida e teria um gosto ruim na minha boca pelo resto da minha vida”, seguiu o espanhol. “Sem dúvidas, quero seguir ganhando. McLaren e eu temos contas pendentes que queremos conseguir juntos. Creio que este ano as coisas mudarão”, comentou.

A McLaren liderou Alonso para correr a Indy 500 no ano passado para manter o bicampeão mundial motivado em uma temporada que seguia com problemas de confiabilidade e potência das unidades de força da Honda. Para este ano, com a mudança para os motores Renault, o espanhol espera por uma melhora significativa da equipe de Woking, confiando em bons resultados.

“Sim, a McLaren está de volta à normalidade, de volta à sensação normal de ter todo GP, se preparando nos treinos e na classificação sabendo que devemos estar no top 5 – e que, se formos bem, estaremos no pódio. E, se você faz algo especial, pode até ser um vencedor. Essa motivação e essa preparação são coisas das quais senti falta. Mas essas são as coisas que espero ter neste ano. É a nossa maior expectativa”, completou.

Foto: McLaren


Racing Online

Racing Online

error: Conteúdo protegido!