Responsive Menu
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Minha "relação" com Spa-Francorchamps

Autor: Racingonline


Vivacqua conquistou seu segundo pódio na temporada. (Foto: Fotospeedy)

Uma das etapas mais esperadas da temporada era essa. São dois motivos: primeiro porque ela abre uma série de três etapas direto, sem que eu volte para o Brasil. Serão quase dois meses fora de casa, até a etapa húngara, em Hungaroring, no dia 1º de julho. O segundo motivo é que Spa-Francorchamps é um circuito histórico e um dos meus preferidos em todo o mundo. Mas Spa nos pregou uma peça na hora da preparação do carro. Apostamos numa relação média do câmbio, que precisamos alterar entre a primeira e a segunda corrida. Isso fez com que o resultado da última prova fosse melhor do que o da primeira.

Durante todo o fim de semana estive entre os top-10. Desde a sexta-feira (26 de maio), consegui boas voltas e fomos trabalhando o acerto do carro. Segundo melhor tempo no primeiro treino livre, depois fizemos o sexto tempo, depois o quinto e fechamos o dia com o oitavo lugar no acumulado, isso tudo com tempo ensolarado e pista seca.

No sábado (27), o clima continuou do mesmo jeito. Classifiquei em sexto, com todo mundo andando com tempos muito próximos. Minha diferença para o pole foi de apenas 0s673. Para quem conhece Spa, sabe que isso pode ser tirado em uma volta. Fomos para a primeira corrida, largada boa, pulei para quinto e aí começamos a perceber que, pensando nas corridas, o acerto no carro poderia melhorar. O carro ia bem nas curvas, mas nos trechos de reta – essenciais para as ultrapassagens em Spa – não era possível atingir o máximo. Era preciso aumentar a relação do câmbio e assim ganhar mais velocidade em reta para conseguir ganhar posições.

Para o domingo (28) mudamos a relação e fomos para a classificação. Depois de dois dias andando com tempo ensolarado e pista seca, o classificatório para a Corrida 2 foi com pista molhada, tempo nublado. Pegos de surpresa, todos os tempos aumentaram e o meu também. Classifiquei com o sétimo tempo, largando da quarta fila. Largada boa me mantive em sétimo até a terceira volta, quando consegui uma ultrapassagem dupla e subi para a quinta colocação. Com mais duas voltas, consegui ganhar mais uma posição e comecei a me aproximar do então terceiro colocado, o indiano Ameya Vaidyanathan, quando na 8ª volta entrou o Safety Car.

Duas voltas com o pace car na pista, relargada com todo mundo perto. Me defendi dos ataques e ataquei. Duas voltas de ataque e defesa e numa das retas consegui ultrapassar o Vaidyanathan na penúltima volta e conquistar meu segundo pódio nessa temporada.

São duas etapas disputadas, conquistei dois pódios e somei 40 pontos. Agora a próxima etapa é Paul Ricard, na França, nos dias 10 e 11 de junho, com treinos livres na sexta-feira, dia 10. Apesar de ser meu ano de estreia, já tenho boas lembranças desta pista pela Euroformula. Durante a pré-temporada, disputamos a Winter Cup no circuito e conseguimos um bom acerto para o carro, e terminei com um terceiro lugar.

O desafio para as próximas etapas é conquistar pódio nas duas corridas. Até agora só fui ao pódio nas últimas corridas do fim de semana e pretendo mudar isso o quanto antes. Vamos para a França e a meta é brigar pela ponta sempre!

Me acompanhe também pelas redes sociais!
Facebook: https://www.facebook.com/OficialThiagoVivacqua/ 
Instagram: @thiago_vivacqua

Até Paul Ricard!!!


Racing Online

Racing Online

error: Conteúdo protegido!